13 Benchmarking de Processo

Processo no qual uma organização busca, através de estudo sistemático – normalmente feito com visitas – comparar-se a outras organizações, (às vezes se comparando internamente) buscando examinar se há uma forma diferente de gerar determinado produto, ou seja, como o mesmo processo é executado em diferentes localidades, ou diferentes organizações, para se gerar determinado produto. Caso haja uma forma diferente de se trabalhar, esta pode servir de inspiração para as mudanças, de acordo com a natureza, ambiente, cultura, recursos etc. É a busca de um nível de desempenho reconhecido como padrão de excelência para um determinado processo de negócio. É um processo de pesquisa que permite realizar comparações de processos e práticas para identificar o melhor e alcançar um nível de superioridade ou vantagem competitiva. É uma pesquisa que fornece informações, mas não é uma receita pronta, pois a cópia simples nem sempre é possível e aconselhável.

Além de visitas presenciais, outra alternativa de benchmarking é trazer alguém externo, que conheça boas práticas do negócio tratado, em outras organizações de sucesso, para participar na discussão de processos, visando incorporar essa prática vitoriosa aos processos tratados.

                         “O benchmarking é feito com organizações de desempenho reconhecidamente excelente.”

Um senso de competitividade surge, como decorrência do aprendizado com o benchmarking, e as próprias pessoas envolvidas com a operação reconhecem oportunidades de melhorias, além de suas observações diretas, tornando-se motivadas a se empenhar por excelência, inovação e aplicação de pensamento inovador, a fim de conseguir sua própria melhoria de processo.

Tipos de Benchmarking:

  • Interno: Comparar processos ou práticas similares na própria organização. Este tipo de benchmarking, embora mais simples de ser realizado, mais barato, é riquíssimo em resultados …..  e pouco utilizado.
  • Cooperativo: Estudo compartilhado com as melhores organizações do ramo, não concorrentes
  • Genérico: Estudar processos de organizações líderes de outros ramos de atividades
  • Competitivo: Comparar processos com concorrentes diretos
  • Especialista: Baseado no conhecimento de especialista(s) externos

Aplicações para Benchmarking de Processos:

Quais sintomas normalmente se manifestam e assim justificam o uso de Benchmarking para melhorar o processo?

  • Necessidade imperiosa de melhorar o processo e, como decorrência, o negócio.
  • Insegurança quanto ao desempenho do processo
  • Desempenho abaixo do mercado
  • Uso de práticas supostamente superadas – incerteza
  • Uso de práticas anacrônicas
  • Necessidade de busca de inspiração em outras Organizações / Mercados
  • Existência de insegurança – se estamos realmente com as melhores práticas
  • Necessidade de reciclagem e adoção de práticas atuais

Benchmarking é uma das melhores ferramentas para auxiliar na melhoria contínua dos processos

Lembre-se que devemos tratar não somente a melhoria de cada processo, mas pensar e ter, como foco principal, a transformação do negócio, com base em processos.

Cordialmente,

Pedro Osorio Souza  Mello   ./

Fique à vontade para me contatar:    pepontomello@gmail.com                                                            Abril – 2015

Anúncios

Sobre Pedro Osorio Souza Mello
Olá! Sou Pedro Osorio Souza Mello, responsável técnico por um grande volume de projetos - que envolvem Processos de Negócio - pela empresa Memora – Processos Inovadores. Já passei por vários papéis no ciclo de vida de BPM, nos meus mais de 15 anos dedicados a esse segmento de trabalho. Sou o responsável pela execução e entrega dos projetos e sempre que possível, participo também da execução, o que me traz bastante alegria e conforto. Tenho uma ligação muito especial com o tema “treinamento”, o que me levou a ser também Professor – em disciplinas ligadas à Gestão de Processos”, na FIAP – Faculdade de Informática e Administração de São Paulo, nos cursos de: •Gestão de Processos de Negocio •Arquiteturas Corporativas de TI •Arquitetura de Soluções •Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) •MBA em Sistemas de Gestão Empresarial – ERP – SAP (O fato de BPM estar entre as disciplinas destes cursos é uma prova eloquente do valor do tema nos dias atuais e a relevância que tem entre os assuntos de TI). Prometi a mim mesmo escrever um livro sobre Gestão de Processos de Negócio, todavia com os novos tempos, entendi melhor fazê-lo de uma forma publicável através da rede. Gosto de compartilhar aquilo que já aprendi e receber dicas e conhecimentos de outros colegas que também convivem neste universo. A ideia desse blog é exatamente para isso. Tenho uma convicção forte sobre o potencial de Gestão de Processos - BPM, como mecanismo de melhoria contínua das organizações e sempre que me for possível, quero estar ligado, fazendo, experimentando, pensando e escrevendo sobre o tema e também sobre os vários recursos ligados a ele. Apesar de me utilizar de pesquisas, publico apenas aquilo que faz parte da minha acreditação e convicção. As opiniões expressas são estritamente minhas. Sou grato pela sua visita e espero que outros futuros acessos também ocorram. Cordialmente, Pedro Osorio Souza Mello Abril 2015

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: